Tudo que é demais transborda.

Tudo que é demais transborda, saber controlar o desnecessário torna a vida mais fácil. Reclamar, não ajudará e trará insatisfação, na qual consumirá a alma de uma forma que aumenta a ilusão do desnecessário alimentando o ego de consumismo.

Tudo que é de mais dá trabalho e rouba tempo e sono. Dois empregos dão trabalho; duas casas dão dor de cabeça; dois carros dão gasto, o não contentamento do que precisa leva buscar sempre mais.
O mundo capitalista impõe a ideia de multiplicação, ao descartar o desnecessário culpa-nos com a sensação de prejuízo e transforma a vida em um depósito de supérfluo. O guarda roupa lotado, porém não usa metade das roupas e ao procurar algo nova para vestir, entra no dilema que não tem nada interessante, e vão às compras, os sapatos são decorações do closet, inúmeros pares para quem tem dois pés.

Descartar o desnecessário é uma forma de terapia. Começa a arrumar a casa e logo estará arrumando a vida. Faça uma faxina, joga fora o desnecessário, as roupas que não usam mais, os contatos na agenda que você não ligou e também não vai te ligar, reorganizam sua lista de contato, da prioridade as pessoas que merece, as que não, deixa as em stand by se voltarem a merecer, ótimo. Se não, lembre, você é a pessoa mais importante do mundo, e se o outro não percebeu é porque não está no mesmo nível que você, o melhor a fazer é deixa ir embora, acredite isso ajudará o seu crescimento.
Se encher o copo a mais derrama; a balança quebra se colocar peso superior a capacidade; o mar destrói se a maré for alta; os rios enchem se chover muito; fica com câncer se guardar mágoas; tudo que é demais transborda é a lei da vida.
Manter o equilíbrio é essencial para uma vida feliz, a emoção gera o pensamento e o mesmo cria a realidade que convivemos o dia todo.

Os rancores que os outros depositam em nós como se fossemos um caminhão de lixo, estresse, pensamentos negativos, autocrítica, o corpo reage a essas emoções com as doenças que é uma forma dele transbordar o desnecessário. A febre avisa que existe uma infecção interna, as dores é uma forma de chamar atenção para o seu corpo, a doença é uma forma de avisar que está seguindo no caminho errado e que o seu corpo não está em harmonia com os seus pensamentos e suas atitudes, mudem seus caminhos, busque a felicidade no que faz.

O límpido da água encontra no equilíbrio do marasmo do rio, a água agitada deixa à barrenta e não consegue ver a beleza dos peixes e ainda torna imprópria para consumo. Como está a sua vida? Agitada ou calma e límpida?
Coma o necessário para matar a fome, consome a quantidade de bebida o suficiente para se divertir, trabalhe o bastante para se senti útil e não escravo, o exagero de, faz tanto mal quanto a falta de.

Aprenda a manter o equilíbrio na sua vida e verá a mágica do sucesso e a felicidade baterem na porta dos seus sonhos

Comentários

Comentar

Sobre o autor Ver todos os posts

OVALERIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *